AUTOR: NAN BREVES

PERSONAGENS:

Barbeiro: Dono da barbearia, incrédulo e revoltado.

CLIENTE 1: Homem temente à Deus, tenta ajudar o barbeiro na sua dúvida.

CLIENTE 2: Jovem quer crer em Deus, mas é confuso.

SINOPSE: Numa barbearia um cliente sentado esperando para cortar o cabelo, escuta o barbeiro dizer que Deus não existe, fazendo com que reflita sobre a vida no dia a dia.

CENA ÚNICA – (CLIENTE 1 sentado cortando o cabelo e outro sentado esperando)


BARBEIRO - Deus não existe!

CLIENTE 1 - Deus não existe? Que história é essa, seu Alfeu?

BARBEIRO - Isso mesmo. Deus não existe!

CLIENTE 2 – Tá louco, homem!

CLIENTE 1 – É de tanto ver cabeça em sua frente.

CLIENTE 2 – Tá delirando.

BARBEIRO – Prova então que Ele existe?

CLIENTE 2 – Provar, provar mesmo eu não posso.

CLIENTE 1 – Claro que pode homem! É só olhar o céu!

CLIENTE 2 – É, quem pintou foi Deus.

CLIENTE 1 – Que pintou o quê? Ele fez somente com um palavra, e disse Deus e assim foi e ponto final.

BARBEIRO – Vocês dois são é loucos, vejo todos os dias na televisão crianças passando fome, vivendo na miséria, políticos roubando impunemente, presidente que não cumpre o que prometeu, inocentes morrendo de maneira bárbara e tantas outras coisas revoltantes. Vocês acham que se Deus existisse Ele permitiria tanta injustiça? Eu creio num Deus justo e se não há, então Deus não existe!

CLIENTE 2 – É, agora fiquei confuso.

(MUSICA – PAUSA – MEDITAÇÃO – O CLIENTE 1 PAGA A CONTA SAI REFLETINDO SOBRE A CONVERSA E AO CHEGAR NA PORTA VÊ UM MENDIGO COM OS CABELOS E A BARBA GRANDE E VOLTA)

CLIENTE 1 – Se Deus realmente não existe, então barbeiros também não.

BARBEIRO – Não gostou do corte, eu faço novamente.

CLIENTE 2 – Como ele não existe se ele está aqui.

CLIENTE 1 - barbeiros não existem!

BARBEIRO - Como não existo? Eu estou aqui, sou barbeiro e não cabeleireiro. Você deve estar ficando doido, como você diz pra mim que eu não existo. Sou um barbeiro e do bom.

CLIENTE 1 – Olhe pela janela e verá um mendigo que está com os cabelos grandes e a barba por fazer. Se barbeiro existisse ele não estaria assim.

BARBEIRO – Mas o problema é dele e não meu. O problema é que ele nunca veio até aqui cortar o cabelo e fazer a barba.

CLIENTE 1 – Seja sincero, se ele viesse até aqui, você cortaria?

BARBEIRO – Talvez não pelo cheiro, ele teria que tomar um banho primeiro.

CLIENTE 1 – E mesmo que ele não tivesse cheiro algum você não cortaria, sabe por quê?

CLIENTE 2 – Por que?

CLIENTE 1 – Porque somos egoístas e não estamos preocupados com mais ninguém, se ele tem fome, sêde ou frio e muito menos com sua aparência. Pensamos em primeiro lugar em nós e nunca no próximo e próximo não são os nossos parentes e depois dizemos que Deus não existe, se Ele não existe, então façamos nós a nossa parte de amar e fazer bem ao próximo.

BARBEIRO – Se ele viesse aqui eu ia dar um jeito e tentaria ajudá-lo.

CLIENTE 1 – Concordo com você, o problema é dele que não viu que você existe e que está aqui pra cortar o seu cabelo.

BARBEIRO – É claro!

CLIENTE 1 - Pois é meu amigo, Deus também existe, o problema é que as pessoas não vão até Ele. A bíblia diz: Chegai-vos à Deus e Ele se chegará a vós. Deus está sempre de portas abertas todos os dias aguardando que a gente resolva enxergá-lo e chegar até Ele... e ai sim ele aparar e cortar todos os obstáculos que estão a nossa frente e isso só através de um caminho que é de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

CLIENTE 2 – É, eu não disse que Deus existe. (MÚSICA)

0 comentários:

Postar um comentário

Não utilize palavras de baixo calão ou algo que venha denegrir a imagem de alguém. Grato!

 
Top