Deus: Gabriel?! Gabriel?!?... Tenho ouvido murmúrios e lamentações infindáveis sobre a minha justiça e tomei uma decisão. Traga algumas dessas pessoas até aqui, não importa se elas já morreram, eu quero ouvir as suas reclamações.

Gabriel: Sim, Senhor! Mas, Senhor... eu mando fazerem uma fila?

Deus: Isso mesmo Gabriel. Pausa

Gabriel: Senhor, Satanás também quer participar... ele pediu humildemente...

Deus: Mande satanás pro inferno. Aonde estão as pessoas que eu mandei chamar?

Gabriel: Já estão chegando!

Tumulto

Deus: Gabriel, chame a primeira pessoa!

Gabriel: Moisés?, Moisés?!, você é o primeiro!

Outros: Olha a injustiça, por que ele é o primeiro! Queridinho!

Deus: Silêncio! Então Moisés,... o que te traz aqui?

Moisés: Deus, nós nos conhecemos muito bem. O Senhor fez um bom trabalho no Mar Vermelho e com o exército do Faraó. Sua aparição na sarça ardente foi fantástica! Mas, será que eu não poderia ter colocado pelo menos um pé na terra de Canaã? Tenho essa queixa contra o Senhor há alguns milhares de anos e preciso desabafar. Minha experiência com o Senhor não tem sido totalmente agradável. Fui deliberadamente exaltado para depois ser humilhado. Tudo o que fiz foi bater na rocha! O que há de mal nisso? Olhe, desisti do conforto do Egito, como segundo em autoridade ao Faraó. Segui ao Senhor sem vacilar. Tudo o que obtive foram 40 anos nos confins de um terrível deserto, outros 40 anos tratando com uma multidão de pessoas que se comportavam como mentecaptos mal agradecidos, e depois morri justamente 30 dias antes de todos os outros entrarem na Terra Prometida! Estou desgostoso. O Senhor simplesmente não é justo!

Deus: Gabriel, o próximo!

Gabriel: Davi, você é o próximo.

Deus: Então, Davi, qual a sua desavença?

Davi: Qual a minha desavença?! Oras, no começo tudo ia bem, eu até matei Golias, só porque ele maldisse o Seu nome. Depois, fui parar ao lado de Saul. Tinha que ficar tocando arpa para afugentar o espírito maligno que se apossava dele. Então... vem a desgraça, Saul sente inveja de mim e me persegue. Tentou me matar com uma lança várias vezes. Tive que fugir e até comer na mesa dos meus inimigos. Tudo bem, consegui escapar de Saul, me tornei rei e tive um caso de trinta minutos com Bete-Seba e por isso minha família e o meu reino sofreram por mais de 40 anos.... E o pior de tudo... o Senhor me proibiu de construir o templo. O templo do Senhor mesmo... olha Deus, isso foi a gota d’água... O Senhor não é Justo!

Deus: Gabriel, chame uma mulher!

Gabriel: Alzira, você é a próxima.

Deus: Alzira?! Mas você ainda está viva...

Alzira: Por pouco tempo! Oh Senhor, o que eu fiz para merecer tamanho sofrimento. Eu era uma mulher alegre, despojando de toda a minha felicidade. Casei com um homem maravilhoso, tive dois filhos, freqüentava a Sua casa todos os finais de semana. Participava efetivamente do trabalho da igreja. Eu era feliz! Mas então, eis que vem a desgraça, o meu marido me troca por uma mulher 20 anos mais nova do que eu, e ainda por cima me toma a casa e o carro, não me paga pensão e nem ajuda os meu filhos! Tive que ir morar numa favela! Mas o Senhor não se contentou, mandou uma chuva enorme que derrubou o meu barraco e matou um dos meus filhos... Mas eu sobrevivi, continuei fiel na Tua palavra e consegui me reerguer. Mas, ainda era pouco!.. Meu outro filho se perdeu no mundo das drogas e da prostituição. Hoje ele está preso, e para acabar com o resto, eu ainda estou com câncer no intestino. Por que tudo isso? Por que não me mata de uma vez? Tenho contra Ti, que o Senhor não é Justo!

Deus: Gabriel, chame o próximo!

Gabriel: João Batista!, você é o próximo.

Deus: João Batista?!? Fale...

João Batista: Deus, sei que o Senhor é reto e Santo, mas estou realmente aborrecido. Quanto mais penso, tanto mais me enraiveço. Deixe-me fazer uma pergunta: O Senhor já teve de comer gafanhotos? Pois bem, eu tive! Além disso, o Senhor me obrigou a andar por morros e vales, gritando sobre o arrependimento com toda a força dos meus pulmões. E isso não é tudo. Depois, sem cerimônia alguma minha cabeça foi cortada! Isso não é justo! Acredito que me explorou para proveito próprio. É dessa forma que age? Se agrada em espremer as pessoas, tirando tudo delas e depois aprecia jogá-las fora? Hein? É isso o que faz?

Deus: Gabriel, chame outra mulher...

Gabriel: Lindomar, Deus te chama.

Lindomar: Até que enfim ! Já não agüentava mais essa fila. Esse bando de gente reclamando. Um tal de Jeremias não parava de se lamentar sobre as condições do calabouço, onde ficava enterrado na lama praticamente até as orelhas. Outro tal de Paulo disse que naufragou três vezes, não teve com que se vestir, passou fome, foi perseguido, apedrejado, rejeitado pelo sistema religioso, encarcerado e finalmente morto, credo! Já o tal de João se queixava de seus "Benefícios da Previdência Social" no asilo de loucos numa ilha chamada Patmos. José tremia de raiva por ter sido vendido como escravo, caluniado pela mulher do seu patrão, e atirado numa cela. O pior de tudo é que ele me disse que o crime dele foi um sonho. Tinha um cara muito puro, acho que o nome dele era Estevão... ele estava todo inchado e roxo. Ele disse ter sido apedrejado até a morte. Ô povo que reclama!!!

Deus: Terminou?! Afinal, qual é a sua queixa?

Lindomar: Ora Senhor, não se faça de desentendido! Eu sei muito bem que o Senhor é machista. Nem sequer chamou as mulheres primeiro... mas tudo bem, já estou acostumada. Agora, eu trabalho tanto e só ganho metade do que um homem ganharia se estivesse ocupando o mesmo cargo que eu. E na igreja então, a união feminina é chamada de Sociedade Auxiliadora Feminina... que auxiliadora o quê! Nós somos um grupo de liderança! E os pastores então... nós não podemos ser pastoras, devemos sempre ficar na sombra dos homens. Por mais que façamos, estamos sempre subordinadas aos homens... Olha Deus, depois de tudo que eu tenho visto, realmente, o Senhor não é justo!

Deus: Gabriel...

Gabriel: Aqui, Senhor!

Deus: Chame o próximo!

Gabriel: Jó, sua vez.

Jó: Deus, sei que o Senhor tem tudo sobre controle. Mas, penso que é um "desmancha-prazeres cósmico". Deve ficar sentado em seu trono esperando que alguém esteja gozando a vida ao máximo, e então ri sinistramente e torce satisfeito as mãos. Posso ver isso claramente: o que faz é esmagar tudo o que essa pessoa tem. Não tente fugir agora; estou aqui para comprovar pessoalmente o fato de que esse é um de seus passatempos favoritos. (Todos concordam com a cabeça e resmungam!)

Fui uma vítima indefesa. Sem consultar-me o Senhor deu ao diabo permissão para me destruir. Perdi 7.000 ovelhas, 3.000 camelos, meu gado, jumentos, servos, sete filhos e minhas três preciosas filhas. Isso não é tudo. Enquanto me sentava nas cinzas de minha casa queimada, cuidando de meus tumores, minha mulher me disse que eu havia perdido minha integridade e que deveria blasfemar contra o Senhor e morrer. Deus, não consigo compreender como isto aconteceu comigo. O Senhor é injusto em suas ações, não só comigo, mas com toda a pessoa que anda na face da terra!

Gabriel: Senhor, devo chamar mais alguém?

Deus: Não, existem muitos.

Pausa - Pó da terra, onde estavam vós, quando lançava os fundamentos da terra? O que vejo aqui se não milhares de pessoas preocupadas somente com o seu próprio ser e mais nada. Estais vós queixosos de sofrimentos carnais quando o meu reino lhe és chegado. Quem sois vós que deturpam a minha justiça, remedeiam as minhas leis e quebram as minhas alianças por egoísmo? Acaso não é o Pai que julga o que é melhor para os seus filhos, mesmo que esses não o compreendam ainda? Acaso anularás vós, de fato, o meu juízo? Ou me condenarás, para te justificares? Ou tens braço como Deus? Ou podes trovejar com a voz como ele faz? Quem aumentará a minha glória? O que és privado de tribulações ou o que és fiel nas tribulações? Por acaso deixei-vos à sombra quando me clamardes perdão por seus pecados. Acaso vós me criaste? Acaso teu Deus está no patamar de julgamentos humanos? Acaso tens piedade de Satanás? Eu sou Deus zeloso, e minha justiça me basta, aqueles que não a aceitam, servos do Diabo sois vós. Quem serve a quem?


0 comentários:

Postar um comentário

Não utilize palavras de baixo calão ou algo que venha denegrir a imagem de alguém. Grato!

 
Top