A história de LILICA a menina que foi adotada.
Personagens: Lilica moça (que conta a história); Lilica menina; Marcelo (irmão de Lilica); Raul (pai de Lilica);Ruth(mãe de Lilica);doutor Alaor (o médico da família), e algumas crianças.
Cenário l - Casa de LILICA: sala com cadeiras, mesa, e faixa com os dizeres: "Feliz Dia das Mães".
Cenário 2 - Consultório do doutor Alaor: mesmos móveis, com arrumação diferente. Uma boneca enrolada como bebé.
Obs.: os próprios personagens transformam o cenário da sala em consultório.


Personagens: Lilica moça (que conta a história); Lilica menina; Marcelo (irmão de Lilica); Raul (pai de Lilica);Ruth(mãe de Lilica);doutor Alaor (o médico da família), e algumas crianças.

Cenografia: Cenário l - Casa de LILICA: sala com cadeiras, mesa, e faixa com os dizeres: "Feliz Dia das Mães".

Cenário 2 - Consultório do doutor Alaor: mesmos móveis, com arrumação diferente. Uma boneca enrolada como bebé.
Obs.: os próprios personagens transformam o cenário da sala em consultório.

Sonoplastia: Início: música do Dia das Mães; quando o médico entrega o bebé para os pais: música de bebé; quando Lilica se diz apaixonada: música com o tema de amor e, no final, música do Dia das Mães novamente.
Quando o cenário é aberto, Lilica moça já está sentada no canto do palco. Lilica menina, Marcelo e o pai enfeitam a sala com a faixa para homenagear Ruth. Os três conversam.

LILICA: Papai, a mamãe vai ter uma surpresa quando entrar na sala!

RAUL: Vai ficar feliz, porque ela adora surpresas.

MARCELO: A gente podia se esconder e estourar algumas bexigas, quando ela entrasse.

(Lilica não gosta da ideia. Os três abaixam o tom de voz e a atenção do público volta-se para Lilica moça, vestida a rigor. Os outros três saem de cena.)

LILICA MOÇA(pensativa): Parece que foi ontem o meu tempo de infância. Foi tudo tão belo e gostoso! Minha mãe era bonita e inteligente. Para mim, ela sempre sabia tudo!

RUTH: (entra na sala e Lilica moça silencia): Meu Deus do céu! Onde será que está o Marcelo?

MARCELO (entra com a bola na mão): To aqui, mãe! Sabe que hoje marquei quatro "gols"? A turma já me escolheu para o campeonato do bairro!

RUTH: Que ótimo, filho! Parabéns!

Lilica (aproximando-se da mãe): Mamãe, você fica muito bonita com essa roupa, sabia?

RUTH: (senta-se e pega Lilica no colo): E você é uma menininha muito linda!
LILICA: Sabia que em dia de chuva é gostoso ouvir histórias?

RUTH: Mas hoje não está chovendo, Lilica.

LILICA: Então vou brincar no quintal.

(Lilica beija a mãe e sai correndo. Ruth sai do palco e Lilica moça volta a contar a história.)

LILICA MOÇA: Eu sempre queria que chovesse à tarde, para que minha mãe contasse histórias. Uma tarde, finalmente, o céu se fechou, ficou tudo escurinho e minha mãe chamou eu e meu irmão na sala e contou uma história.

RUTH: (entra chamando): Marcelo, Lilica, venham para dentro porque está chovendo. Preparei uma história muito importante para hoje!

(Marcelo e Lilica entram correndo.)

MARCELO: Mãe, você vai contar histórias?

LILICA: Você prometeu que contaria, quando chovesse!

RUTH: Calma, gente! Eu vou contar, sim. Sentem-se aqui perto de mim.

(Marcelo e Lilica sentam-se ao lado da mãe.)

RUTH: (conta a história da adoção de Lilica): Era uma vez um casal que tinha um filho lindo. Porém, os dois queriam também ter uma menina. Tentaram muito, mas não conseguiram. Resolveram, então, procurar um amigo médico, que poderia ajudá-los.

(Enquanto conta a história, a mãe e as crianças levantam-se e arrumam o cenário, colocando a mesa e as cadeiras de forma a parecer um consultório médico. Feito isso, saem do palco e entra o doutor Alaor, vestido a rigor, com um bebé no colo.)

Dr. Alaor: Tomara que o Raul e a Ruth não demorem. Esta menininha vai ser tão feliz com eles!

(Entram Ruth e Raul. Ruth pega logo o bebê no colo.)

RUTH: Que coisinha mais linda, Raul! Ela vai ser muito feliz conosco, Alaor.

(O casal sai, levando o bebé. O médico arruma o cenário como era antes e sai. Entram Ruth, Marcelo e Lilica, sentando-se à mesa.)

MARCELO: Mamãe, então quer dizer que o casal adotou a menininha?

RUTH: Foi isso mesmo. Eles, entre muitos bebês, escolheram aquela garotinha para ser filha deles.

LILICA: Quando o filho vem da gente, ele não pode ser escolhido, mas quando é adotado pode, né, mamãe?
RUTH: Então, Lilica, o casal escolheu a menina porque a amou, assim que a viu.

MARCELO: Qual era o nome da menininha, mãe?

RUTH: (abraçando os dois): Por coincidência, ela também se chamava Lilica.

(Os três saem de cena e Lilica moça volta a contar sua história.)

LILICA MOÇA: Foi nesse dia, depois da história, que eu tive a certeza de que era adotada. Porém, minha mãe e meu pai disseram tantas vezes que me amavam, que isso nunca fez diferença.

(Começa a tocar uma música de amor e entram Ruth e Lilica vestida de mocinha.)

LILICA: Mamãe, estou apaixonada!

RUTH: (abraçando a filha): Que coisa linda, minha filha. É quem é ele?

(Lilica e Ruth sentam-se à mesa e ficam conversando outra vez.)

LILICA: E um rapaz que conheci no baile, ontem. Ele está servindo o exército e tem 18 anos.

RUTH: E vocês vão sair juntos, hoje?

(As duas levantam-se e saem do palco abraçadas.)

LILICA MOÇA(recomeça a contar): Quantas vezes sentei-me à mesa para conversar com minha mãe sobre
os meus namorados! Ela sempre teve tanto interesse e uma palavra doce para me dar cada vez que eu tinha
uma dúvida..

(Lilica moça para de falar, quando entram Raul, Marcelo e Lilica criança para continuarem a arrumação da sala.)

LILICA: Papai, vamos acabar logo de colocar esta faixa, antes que a mamãe chegue.

(Os três colocam a faixa e depois vão chamar Ruth. Quando ela entra, de olhos fechados, começa a tocar novamente a música do Dia das Mães e entram outras crianças para cantarem junto.)

MARCELO: Parabéns, mamãe! LILICA: Parabéns, mamãe!

(Os dois seguram a mãe e dão-lhe muitos beijos. Enquanto todos se divertem cantando, a música abaixa e Lilica moça volta a falar.)

LILICA MOÇA: Mãe é aquela que nos ama, que está do nosso lado quando precisamos, para ouvir nossas queixas e se alegrar com nossas vitórias. Que nos aceita como somos e diz que nos ama com os lábios, com os olhos e com o coração. Eu fui uma criança adotada e me orgulho disso, pois fui escolhida entre tantas e muito mais querida que muitas.
(A música aumenta, todos cantam, e Lilica moça sai de cena.)

Todos: Feliz Dia das Mães!

Fonte: catequisar.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Não utilize palavras de baixo calão ou algo que venha denegrir a imagem de alguém. Grato!

 
Top